segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Dicas para acertar na escolha do sutiã


Veja aqui dicas para acertar na hora de escolher o seu próximo sutiã


1- Analise a largura das costas, o volume e o formato dos seios. Não pode ficar apertado nas costas, nem subir ou descer.

2- O bojo não pode marcar a pele dos seios, e muito menos deixar sobrar ou faltar espaço.

3- As alças do sutiã precisam estar no centro dos ombros e não podem ficar fundas com marcas de peso, nem escorregando – devem estar bem reguladas.

4- Leve em consideração o decote da roupa, hoje em dia há modelos próprios para os mais diversos decotes, inclusive nas costas.

5- Se o tecido da sua blusa for “fininho”, escolha um modelo liso. Os de renda podem marcar.

6- Com relação a cor, as claras pedem sutiã cor da pele ou chocolate, e as pretas vão bem com preto mesmo.

 7- Leve em consideração suas particularidades físicas:


Seios separados: escolha um modelo mais estruturado, com um leve bojo para ajudar a juntar os seios.

Seios flácidos: o ideal é o com bojo, enchimento e aro, que deixa os seios juntos no lugar.

Seios pequenos e costas largas: opte pelo modelo de taça A, se gostar com enchimento.

Seios grandes: as alças, costas e laterais devem ser mais grossas, dando mais sustentação. Sutiã com tecido duplo também é ótimo para dar firmeza.

8- Analise o modelo do sutiã de acordo com suas características:

Clássico: um dos estilos mais usados. As taças podem ou não ter aros, bojos e forros. Ideal para quem tem seios pequenos e médios e deseja modelar e valorizar o decote, aumentando o volume dos seios.

Meia-taça: sem aumentar o busto. Ideal para quem tem seios menores e médios e quer valorizar o decote, sem aumentar o volume.

Balconê: mais sexy, com decote cavado. Suas alças são mais distanciadas e, por isso, ideais para decotes “quadrados”. Levanta o busto. Próprio para seios pequenos e médios.

Triângulo: para mulheres com seios mais rígidos. Suas taças em formato triangular garantem uma opção perfeita para sustentação. Geralmente não têm aros e a maioria possui alças mais finas.

Tomara que caia: sustentam os seios sem auxílio de alças. Modelos estruturados com taças espumadas, aro e laterais reforçados, garantem maior sustentação. Ideal para usar com roupas sem alças ou de um ombro apenas.

Frente única: suas alças contornam o pescoço, deixando geralmente as costas à mostra. São próprios para ser utilizados com blusas e vestidos frente única, principalmente por quem tem seios pequenos e médios. Não é indicado para bustos volumosos, pois pode provocar incômodos no pescoço.

Push-up: sutiã de bojo com volume interno, aumenta e une o volume dos seios. Ideal para bustos separados, pequenos ou médios. Ótimo para usar com blusas decotadas em “V”.

Nadador: o formato “Y” nas costas permite maior liberdade aos movimentos. Indicado para quem deseja esconder as alças do sutiã.

Taça C: possui maior profundidade que os tradicionais. Geralmente tem suporte com aro e sem enchimento. Especial para quem tem o tórax mais estreito e seios grandes.

Cobertura total: sua modelagem cobre totalmente o busto. O formato da taça garante cobertura ideal para quem necessita de alta sustentação. Perfeito para seios maiores, espalhados ou flácidos.

Multifuncional: possibilita usos diferenciados. É estruturado com encaixes, para que as alças possam ser utilizadas de diversas formas e se adaptem a qualquer modelo de roupa. Ideal para seios pequenos e médios.

Lenço: em formato triangular, é indicado para quem tem seios pequenos e firmes, pois oferece pouca sustentação.


http://www.isabellafiorentino.com.br/materia/sutia-em-8-dicas/