sábado, 5 de janeiro de 2013

Carne cozida e seus riscos


O risco para a saúde da carne cozida

 

Em um passado recente existia um consenso geral em relação ao cozimento da carne para se evitar qualquer problema de saúde, pois convivíamos com animais não saudáveis. Porém, atualmente a carne tem uma origem mais saudável e controlada, onde os riscos de se consumir uma carne não tão cozida diminuíram significativamente.
Aliás, hoje entendemos que para se consumir uma carne segura e saudável ela deve ser levemente cozida. E isso se deve por duas razões:
1) Carnes de animais criados ao sol, são ricos em biofótons, que contém bioinformações que controlam processos vitais complexos do seu corpo. Os biofótons têm o poder de elevar o seu corpo físico para altas oscilações, o que gera uma sensação de vitalidade e bem-estar. O cozimento por sua vez destrói esses importantes biofótons.
2) Sempre que cozinhamos em altas temperaturas, independente de ser grelhado ou frito, são criados químicos tóxicos, como:
a)    aminas heterocíclicas: formam-se quando o alimento é cozido em alta temperatura, e estão ligadas ao aparecimento do câncer. Em termos de AH, a parte mais escura do cozimento deve ser evitado;
b)    hidrocarbonos aromáticos policíclicos: formam-se quando gotas de gorduras pingam na fonte de aquecimento causando um excesso de fumaça que envolve o alimento podendo transferir essas substâncias nocivas para a carne.
c)    produtos finais de glicação: quando o alimento é preparado em altas temperaturas há um aumento da formação desses produtos. Quando consome esse alimento, você transfere esses produtos para o seu corpo causando estresse oxidativo, inflamação, e aumento do risco de doença cardíaca e doença renal.
 Os estudos que mostram que carne vermelha não é saudável apontam para o fato de que a maioria das pessoas consome essa proteína animal COZIDA, ou pior ainda, grelhada, criando todos os tipos de substâncias mencionadas acima.
Aliás:
1) Em um estudo pesquisadores observaram que quem come carne bem passada tem três vezes mais chances de desenvolver câncer de estômago se comparado com quem consome carne mal passada.
2) Outro estudo mostra que há aumento de risco de câncer de mama, câncer coloretal e pancreático nos indivíduos que consomem carne bem passada e frita.
3) Outra análise mostra que consumo de carne excessivamente passada em altas temperaturas causa câncer de próstata em ratos!