quarta-feira, 20 de junho de 2012

Castanhas, nozes... consumir com moderação


A porção é pequena mesmo - uma  única unidade desta castanha já supera a recomendação diária de selênio para adultos (55mg). O limite máximo é de 400 mg. Os enxageros fazem mal – podem enfraquecer unhas e cabelos, além de deixar o hálito com cheiro de alho. Já em medidas adequadas, o selênio participa da produção dos homrônios das tireóide, melhora o sistema imunológico e até reduz o risco de câncer.

Estudos publicados em diversas partes do mundo esclarecem os benefícios das nozes para a saúde. Elas fornecem boas pitadas de magnésio, bom para quem deseja combater a fadiga e resguardar os ossos. Só não dá para exagerar por causa dos níveis de gordura – do kit as nozes são as que apresentam maior quantidade da versão poli-insaturada que é benéfica, desde que consumida sem exagero.

A castanha de caju é a campeã das gorduras monoinsaturadas – em três unidades, você encontra 2 gramas. Sem falar que ela brinda o organismo com fósforo, que ajuda a prevenir a osteoporose, e potássio, essencial para equilibrar o ritmo dos batimentos cardíacos.