sábado, 7 de abril de 2012

Chá quente: aceita um chazinho?


Chá quente: aceita um chazinho?


Os chineses e japoneses bebem chá quente após as refeições (geralmente chá verde), nunca bebem líquidos gelados você sabe por quê? Líquidos gelados durante e após as refeições solidificam os componentes oleosos dos alimentos, retardanda a digestão. Esses reagem com os ácidos digestivos e serão absorvidos pelo intestino mais depressa que os alimentos sólidos demarcando o intestino e endurecendo as gorduras, que permanecem por mais tempo no intestino.

Daí o valor de um chá morno depois de uma refeição. Pois facilita a digestão e amolece as gorduras para serem expelidas mais rapidamente, o que também ajuda a emagrecer.

Chás e suas funções



Chá Vermelho:  Da mesma família do Chá Verde e do Chá Branco, o novo produto é originário da planta Camellia sinensis e apresenta benefícios como redução de lipídios, colesterol, gordura localizada e auxilia no combate ao envelhecimento precoce.

Abacateiro: Uma das plantas de uso mais antigo para as doenças da bexiga, rins e fígado. Diurético, auxiliar na diminuição das taxas de ácido úrico.

AbutuaPossui propriedades diuréticas. Atua em caso de irritação das vias urinárias e em menstruações difíceis e acompanhadas de dor.

Alcachofra: Estimula a produção e secreção da bile, estimula a secreção de sucos gástricos, agindo favoravelmente na digestão. Auxiliar na redução da taxa de uréia e do colesterol.

Alcaçus: Expectorante e emoliente. Empregado em afecções das vias respiratórias, traqueobronquites e suas manifestações . Exerce ação calmante, diurética, laxativa e antipasmódica.

Boldo do Chile: Estimula a produção e a secreção da bile. Estimula a secreção salivar e do suco gástrico, indicado, portanto, nos casos de hipoacidez e dispepsias.

Cabreúva: Nas afecções respiratórias com calmante e expectorante.

Cajueiro: Reduz sensivelmente o açúcar no sangue. È considerado tônico nas fraquezas e convalescenças. Externamente em banhos, alivia o cansaço dos pés, a frieiras e atenua os inchaços das pernas.

Canela preta: Carminativa. Estimulante do apetite. Diurética.

Carqueja: Nas prisões de ventre. Contra males do estômago como azia e má digestão.

Catuaba: Tônico e estimulante do sistema nervoso. Nos estados de convalescença, na dificuldade de raciocínio e como afrodisíaco.

Eucaliptus: Balsâmico e expectorante. Usado em bronquites e laringites. Possui ação antisséptica.

Guaco: Expectorante, balsâmico e peitoral. Nas tosses rebeldes, bronquites e rouquidão.

Guaraná: Constitui-se em um poderoso estimulante, tendente a facilitar o esforço mental e muscular. Diminui a fadiga motora e psíquica, proporciona sensação de conforto e bem estar. Recupera o organismo e favorece a atividade intelectual.

Erva Cidreira ou Melissa: Calmante das crises nervosas, melancolia, depressão.Auxilia a digestão, elimina gases e atenua enjôos.

Hortelã: Digestivo e carminativo na má digestão. Colagogo. Calmante, nas insônias.

Jasmin Arabicum: Diurético. Estimulante.

Limão Bravo: nas tosses rebeldes, bronquites e doenças pulmonares.

Losna: Atenua o desenvolvimento de gases no estômago e no intestino. É também, vermífugo e febrífugo.

Macela: Ação na má digestão, diarréia, cólica abdominal e azia. Calmante. Externamente, age como antiinflamatório e antisséptico.

Malvas: Ação calmante. No tratamento de problemas respiratórios como tosse, catarro e bronquite, Sob a forma de banhos e cataplasmas em contusões.

Maracujá: Sedativo e tranqüilizante. Nos casos de insônia, estresse, ansiedade e perturbações da menopausa.

Marapuama: Nos estados de esgotamento e depressão nervosa. Afrodisíaco.

Mastruço ou Mentruz: Balsâmico e expectorante. Nas tosses, bronquites e asma.

Picão: Age sobre o fígado e a bexiga, beneficiando a função hepática e restabelecendo a diurese normal. Na forma de gargarejos nas inflamações da boca e da garganta.

Pejo: Nos casos de acidez e ardor no estômago. Contra enjôo e diarréia.
Quebra-pedra: Exerce ação diurética. Auxilia a eliminar cálculos renais.

Salsaparrilha: Possui propriedade diurética e depurativa. Indicado nos casos de artrite, reumatismo e gota.

Sálvia: Nos esgotamentos físico e mental. Contra cólicas estomacais, intestinais e menstruais. Combate as dores de cabeça e o enjôo.

Samambaia: Sudorífico e peitoral, indicado nos resfriados, gripes, tosses e bronquites, no tratamento do reumatismo.

Sassafraz ou canela sassafraz: Nas dores artríticas, afecções reumáticas e gotosas. Suforífico.

Urtiga: Atua internamente ou topicamente em casos de reumatismo e artrite. Externamente nas feridas e úlceras da boca e da garganta.

Dica livro disponível na internet:

100 chás e seus benefícios medicinais

Abraços a todos